Em 5 dias de trabalho eu consigo entregar o equivalente a 6 dias, sem horas extras, apenas usando o ChatGPT. Já utilizei para criar conteúdo para Instagram, LinkedIn e Twitter, para criar orçamentos, para montar roteiros de viagens, para melhorar conteúdos de aulas e muito mais.

Vamos entender como ele funciona, quais são suas limitações e como extrair os melhores resultados!

Mas o que é o ChatGPT?

ChatGPT é uma inteligência artificial que usa um modelo de linguagem treinado para interagir de forma conversacional pela OpenAI. Se você quiser entender de forma mais detalhada como esses modelos funcionam a OpenAI explica mais detalhadamente aqui.

De forma resumida podemos dizer que ele foi treinado com bilhões de parâmetros de texto e código. Você pode usar o chat GPT para gerar textos e código de programação, porém nesse artigo vou me atentar as tarefas de texto.

Você pode digitar os comandos e obter resultados em diversos idiomas, inclusive em Português do Brasil. Por enquanto ele é uma ferramenta gratuita e disponível para todos. A Microsoft tem planos de incorporar o ChatGPT em breve no seu buscador Bing e há rumores de que em breve haverá também um plano pago do ChatGPT além do plano gratuito existente atualmente.

Como resposta ao movimento da Microsoft o Google está prometendo para esse ano o lançamento de 20 produtos baseados em inteligência artificial. Podemos esperar que 2023 será um grande ano em termos de novidades no campo da Inteligência Artificial para criação de conteúdo e organização do conhecimento.

Aqui no Brasil já criaram até um bot de WhatsApp através do qual você pode usar o ChatGPT, se chama ZapGPT.

Uma ferramenta ideal para criatividade

O ChatGPT trabalha de forma probabilística. Ao construir textos ele ordena as palavras de forma gramaticalmente correta numa ordem que tem alta probabilidade de ocorrer dentro daquele contexto. Ele tem mais sucesso em produzir conteúdo plausível (que parece correto) do que verídico (verdadeiro). Podemos dizer que ele tem maior compromisso com plausabilidade do que veracidade.

São poucos os casos que o ChatGPT te responde que não sabe, na maioria das coisas ele vai inventar algo. Como aproveitar então esse potencial criativo? A seguir vou dar um exemplo mais detalhado de como usei o ChatGPT, um passo-a-passo de como criar seus próprios comandos e algumas ideias de uso no Marketing.

Usando o ChatGPT na prática

Aqui tem um carrossel do Instagram produzido com o auxílio do ChatGPT. Esse carrossel menciona 8 hacks de concentração. Como eu fiz isso?

  • Minha tarefa era, produzir algum conteúdo para divulgar meu curso de Técnicas de Produtividade e Alta Performance.
  • Eu abri um chat novo em https://chat.openai.com/chat (você precisará de uma conta, é possível criar com o Google).
  • Para o ChatGPT funcionar bem você precisa ser o mais específico possível, o comando (prompt) que eu digitei foi: “Para promover o curso abaixo em mídias sociais escolha 1 tópico para criar um carrossel de 8 slides no Instagram:”. Eu deixei 8 slides para ter um de introdução e outro no final onde eu aviso sobre o curso.
  • Dos 8 tópicos sugeridos 7 estavam no meu curso, 1 deles o ChatGPT inventou e eu precisei reescrever. Dos 7 existentes, 4 foram explicados corretamente mas 3 precisaram de alguma edição para estarem corretos. Depois eu entrei no Canva, escolhi um modelo para Instagram, preenchi e em poucos minutos tinha o carrossel pronto.

A ferramenta tem apresentado instabilidades em função do seu grande sucesso internacional. Caso você encontre dificuldades para acessar sugiro tentar novamente (refresh), abrir em uma aba anônima, limpar o cache e/ou fazer login com outra conta do Google.

Dicas para você criar um prompt (comando) de sucesso:

Persona

Você pode pedir para o ChatGPT emular uma persona, ou seja, escrever dentro de um estilo específico. Você pode pedir para ele imitar um escritor / autor famoso, ou pode usar alguma das personas que outros “nerds de ChatGPT” já documentaram aqui: https://prompts.chat/.

No exemplo anterior eu poderia ter acrescentado ao prompt coisas como:

  • “Eu quero que você escreva como um especialista em mídias sociais criando um conteúdo comercial para vender um curso de Técnicas de Produtividade e Alta Performance”.
  • “Eu quero que você escreva como um professor de pós-graduação promovendo seus próprios cursos”
  • “Eu quero que você escreva como um influenciador de produtividade recomendando um curso bem conceituado”

Qualquer uma das opções acima já fariam leves alterações na escolha de vocabulário do ChatGPT.

Tarefa e passo-a-passo

Depois que especificar a persona você detalhará a tarefa o máximo possível, abaixo tem um exemplo com roteiro de viagem onde você personalizaria o conteúdo entre parênteses com as suas necessidade)

“Eu quero que você monte um roteiro de viagem de (X) dias saindo de (cidade) no dia (data) e voltando no dia (data), passando pelas cidades (A, B, C) e me deslocando de (carro e trem)”.

Contexto, restrições e objetivos

Continuando o exemplo da viagem acima. Você explicaria para o ChatGPT os motivos da viagem: “Essa é uma viagem de (férias) de (1) pessoa de (x)anos que está conhecendo essas cidades pela (primeira) vez”

Você ainda pode acrescentar restrições: “Não quero que o roteiro inclua (casas noturnas, festas ou passeios de barco)”.

E objetivo: “O principal objetivo da viagem é (descansar, refletir e me conectar com a natureza)”.

Formato

Você ainda pode especificar para o ChatGPT qual o formato do resultado: “Organize o roteiro em um formato de lista, primeiro por cidade e dentro de cada cidade por dia”.

Outros exemplos: um texto no formato de artigo, ou no formato de arquivo de legendas para um vídeo, ou dividido em posts de 280 caracteres para fazer um fio no twitter, ou em capítulos para organizar em um e-book, ou em um texto para enviar no formato de newsletter, etc…

Continuar a resposta

Se o ChatGPT parar de escrever antes da sua solicitação estar completa basta digitar “continue” que ele continua escrevendo.

Geralmente quando você faz uma solicitação que requer uma resposta longa ele vai pausar antes do fim, provavelmente para economizar processamento e evitar “travar” com pedidos muito longos e complexos”.

Melhorando a resposta

Após receber o primeiro resultado você pode ir refinando dando novos comando, seguem alguns exemplos:

  • Reescreva como se você fosse um (corretor de viagens especializado em viagens na natureza).
  • Remova o (segundo) parágrafo e adicione conteúdo falando sobre (inovação corporativa).
  • Me dê sugestões para tornar esse conteúdo mais atraente para (pessoas jovens na busca de adquirir seu primeiro imóvel na cidade de São Paulo).
  • Reescreva no formato de (tópicos) organizando por (diferentes tipos de clientes).
  • Mantenha cada parágrafo com no máximo (300) caracteres.

As sugestões podem ser melhorias ou mudanças em qualquer aspecto do comando inicial:

  • Você pode mudar a persona que você quer que o ChatGPT use no estilo de escrita.
  • Você pode dar um novo contexto.
  • Você pode adicionar novas restrições.
  • Você pode mudar o objetivo.
  • Você pode mudar o formato de saída.
  • Você pode inclusive dar comando para uma nova tarefa usando como base o conteúdo gerado anteriormente.

ChatGPT como ferramenta criativa

Esse é com certeza o uso preferido dos influenciadores de LinkedIn! Muitos tem usado para pedir para o ChatGPT criar ideias e títulos para posts, e foi o que eu fiz ao criar o meu carrossel para o Instagram, eu deixei o ChatGPT escolher um tópico do curso para divulgar e listar os conteúdos.

O importante para o ChatGPT funcionar bem como ferramenta criativa é dar o máximo de contexto possível, e ao dar contexto você pode colar um pedaço de conteúdo para ele analisar. O máximo de caracteres por prompt é de 4096, porém ele lembra do que você digitou anteriormente dentro do mesmo Chat. Você pode então ir adicionando conteúdo e pedindo novas sugestões.

Aqui fica um aviso, em várias vezes que eu pedi para ele recomendações mais específicas de conteúdo, o ChatGPT errou ou inventou coisas que não existiam.

Por exemplo: “List me the 10 best books about Innovation in English, inform title, author, ISBN and link to buy”. Eu escrevi em inglês e pedi os resultados em inglês para ter certeza de que os resultados não estavam errados por um problema de tradução. Eis um resumo dos erros encontrados na saída:

  • ISBNs errados: 6
  • Links errados: 5
  • Autores faltando: 1
  • Subtítulo errado: 1
  • Autor errado: 2
  • Link e título de edições diferentes do mesmo livro: 1

Em alguns testes ele me diz que não pode providenciar o link, o ISBN ou ambos. E a lista de livros varia, o que faz sentido já que a pergunta “melhores livros” é subjetiva portanto não há resposta exata. Portanto vale o cuidado de revisar as sugestões do ChatGPT antes de publicar nas suas redes sociais ou enviar para o seu chefe ou clientes.

Além do ChatGPT ser ótimo para te fornecer ideias de títulos, ideias de artigos ele também pode atuar como um revisor ou mentor.

  • Dê para ele um artigo e pergunte como você poderia incrementá-lo tornando-o mais completo para ser melhor indexado no Google.
  • Dê para ele um anúncio e pergunte como ele poderia ser mais convincente para vender para um determinado público.
  • Dê para ele um conteúdo de uma aula e pergunta como ele a deixaria mais completa para alunos com um determinado perfil.
  • Dê para ele um orçamento e pergunte se estão faltando questões importantes para ajudar um determinado perfil de cliente a se decidir pela compra.
  • Dê um roteiro de viagem e pergunte que outras sugestões ele daria para viajantes de um determinado estilo

Nem todas as sugestões do ChatGPT são incríveis, mas ele vai te lembrar de muita coisa que você está esquecendo rapidamente, vai te poupar horas de revisão e vai te ajudar a entregar materiais mais próximos das expectativas dos seus clientes, superiores ou alunos.

ChatGPT na produtividade

Use o ChatGPT para criar um modelo de agenda: informe seus dias e horários de trabalho na semana, suas pausas (almoço, café, agua, banheiro, reuniões semanais e outras tarefas fixas), quais são suas principais metas (liste em ordem de prioridade com o tempo necessário para executá-las). Se preferir você pode estender a agenda para toda a sua semana e informar quais são os tempos de descanso, sono e outras atividades de lazer com família e amigos que você quer que ele encaixe.

Comece todo o trabalho pedindo ideias ao ChatGPT de como você pode fazê-lo, não espere que o ChatGPT vá te ensinar coisas que você não sabe, lembre-se de que o conteúdo dele não é 100% verídico, mas ao pedir ajuda para coisas que você já sabe você ganha um check-list valioso para não esquecer aspectos importantes daquela tarefa.

Você pode pedir para ele criar um modelo de relatório, um modelo de memorando, ou até um modelo de entrevista para conhecer um candidato de emprego.

Você também pode pedir para ele resumir textos considerando que o seu prompt mais o texto a ser resumido não podem passar de 4096 caracteres. Lembre-se que alguma coisa importante ficar de fora não vale culpar o ChatGPT hein? Então só use isso para conteúdos que não tenham muita relevância.

Termine todo o trabalho perguntando ao ChatGPT como ele sugere que aquele resultado seja melhorado.

Em todos os casos lembre-se de escrever prompts completos, explicando quem você é, o que vai fazer, qual o contexto, quais as restrições, qual o objetivo e qual o formato.

Antes de convidar as pessoas para reuniões peça para o ChatGPT te auxiliar na organização de um briefing para evitar que você esqueça algo. E após a reunião peça ajuda ao ChatGPT para organizar suas anotações em uma ata de reunião.

Tá em dúvida do que responder em um e-mail, mensagem no WhatsApp ou redes sociais? Peça ajuda para o ChatGPT: “Escreva como (sua profissão) e dê uma sugestão de como responder o texto abaixo (concordando, discordando, aceitando, negando) o remetente que é uma (persona que represente o remetente)”. No mesmo prompt coloque a mensagem logo abaixo antes de dar “Enter”.

A partir de tópicos que você precisa apresentar em uma reunião, aula ou palestra, você pode pedir sugestões para o ChatGPT criar histórias ou até piadas. Lembre-se que nem tudo que ele vai sugerir é novo ou interessante, adicione ao seu repertório por sua própria conta e risco.

Se você trabalha com conteúdo em diversos idiomas o ChatGPT pode ser ótimo para traduções, lembre-se que ele tem como objetivo ser plausível, se você já der um conteúdo verídico para ser traduzido o resultado tende a ser melhor que outras ferramentas de tradução.

Peça recomendações de todos os tipo: de lugares para visitar (lembre-se de verificar se eles realmente existem), do que comer em determinadas ocasiões, de que presentes dar para determinados tipos de pessoas, de livros para ler, etc.

Não é para você limitar sua vida as sugestões do ChatGPT, mas sim para expandir seu próprio repertório pessoal e ter mais opções de escolha. Lembre-se disso!

ChatGPT no Marketing

No dia-a-dia de marketing onde você lida com conteúdo por todos os lados o ChatGPT pode ser incrivelmente útil:

Peça para ele montar um modelo de planejamento ou sugerir melhorias num planejamento existente, lembre de dar o máximo de detalhes possíveis sobre a sua empresa e sobre o seu perfil de clientes.

Peça para sugerir novos conteúdos para anúncios e/ou para melhorar conteúdos existentes, informe o máximo de detalhes sobre o produto que você está vendendo e sobre as dores que ele resolve nos seus clientes.

Peça para ele escrever um press release: inclua informações sobre a empresa, produto, mercado, diferenciais competitivos, citação dos seus executivos e indique para que perfil de veículo você está enviando aquele release. Peça sugestões para melhorar um release com o objetivo de convencer um perfil específico de jornalista ou influenciador.

Você precisa criar uma página com respostas para perguntas frequentes, o famoso FAQ? Peça para o ChatGPT e depois edite as respostas para corrigir as inconsistências. É mais rápido do que começar do zero.

Você pode pedir para ele criar ou melhorar descrições de produtos para um e-commerce. Geralmente quem cria/fabrica/vende um produto sabe o que ele é e para que serve, mas nem sempre descreve isso numa linguagem acessível para o cliente ou ressaltando os pontos mais importantes para o consumidor.

Você pode pedir para ele escrever um conteúdo de uma newsletter e sugerir títulos com probabilidade de obter maior taxa de abertura. Informe o que você vai divulgar, qual o público, quais os call to actions que você gostaria que eles clicassem, etc…

Você pode criar ou melhorar posts em redes sociais, scripts para gravar vídeos, respostas de atendimento ao cliente, guia de suporte, mensagens automatizadas por e-mail ou chatbots, enfim qualquer tipo de conteúdo.

Quanto ao uso em SEO (Search Engine Optimization), é importante saber que o Google já informou que detecta conteúdo vindo de AI e vai penalizá-los, mas mesmo assim você pode pedir sugestões de títulos que incluam determinadas palavras-chave e tópicos que deveriam existir num artigo para ele ter maiores chances de ser bem indexado no Google para um determinado tipo de busca (perfil da pessoa que está buscando e suas necessidade). Não deixe o ChatGPT escrever todo o conteúdo para você, conforme o algoritmo do Google melhorar você pode ser penalizado.

Eu pessoalmente não gosto do estilo de escrita do ChatGPT, prefiro que ele me dê ideias em tópicos e sugestões de como melhorar um texto, mas não deixo que ele escreva o texto completo. O tempo corrigindo as imprecisões às vezes é maior do que o tempo de criar do zero. O dia que o texto de uma AI foi melhor que o meu provavelmente eu vou parar de escrever, mas esse dia “ainda” não chegou!

Espero que com essas dicas você consiga usar o ChatGPT de forma produtiva no seu dia-a-dia e crie coisas ainda mais incríveis do que meu exemplos acima.

E lembre-se apesar do ChatGPT estar disponível para todos você pode criar comandos únicos que vão te garantir conteúdos exclusivos. A verdadeira receita do sucesso está no trabalho combinado da inteligência humana com a inteligência artificial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s