Quando pesquisamos sobre uma profissão do futuro, encontramos informações muitas vezes confusas e conflitantes. É difícil tentar “adivinhar” quais cargos os jovens de hoje vão ocupar daqui a 10 ou 20 anos porque a maioria das profissões ainda não existem.

Veja por exemplo o Gestor de Redes Sociais, há 20 anos não existiam plataformas de redes sociais. Ou Piloto de Drone? As normas comerciais para pilotar drones surgiram em 2015. Vemos novas profissões aparecendo a todo instante, então como saber onde apostar seu futuro profissional?

Existem alguns sinais que você pode levar em consideração para fazer apostas certeiras. Vamos analisá-los a seguir:

Profissão do futuro: eu serei substituído por um “robô”?

Ao olhar para o futuro,  muitas pessoas têm medo de serem substituídas por uma máquina. 

Que tipos de máquinas podem “roubar” seu emprego? Alguns dos mais conhecidos incluem: aplicativos,  dispositivos eletrônicos, algoritmos de inteligência artificial e robôs industriais, entre outros.

Hoje por exemplo os totens de autoatendimento nas lojas estão substituindo os caixas, os aplicativos bancários estão diminuindo a necessidade de agências bancárias.

Já os robôs industriais, que são 15,3 mil em operação no Brasil, devem crescer muito nos próximos anos. Enquanto no Brasil temos de 12 a 13 robôs a cada 10 mil trabalhadores, nos EUA temos 1,3 mil, na China 938, no Japão 1,2 mil e na Coreia 2,7 mil.

Ou seja, a preocupação real é se o seu emprego pode ser automatizado, por isso é preciso ficar atento a qualquer tipo de automação no mercado de trabalho.

Existe um site americano chamado Will Robots Take My Job? que numa tradução livre significa: “Os robôs vão roubar meu emprego?”. Ele é baseado em um estudo que analisa justamente a possibilidade do seu emprego ser automatizado.

Veja exemplos de algumas profissões com alto risco de serem substituídas por um robô nos próximos 20 anos:

– Atendentes de Telemarketing, por Chatbots ou Assistentes de Voz

– Contadores, por Softwares

– Motoristas, por Carros Autônomos

– Gerentes de Remuneração e Benefícios, por Software

– Operadores de Caixa, por Autoatendimento ou E-commerce

– Garçons, por Delivery de comida, Autoatendimento e Robôs autômatos

– Modelos, por personagens 3D

Vale ressaltar que é muito difícil dizer com 100% de certeza que uma profissão vai desaparecer e geralmente isso demora décadas para acontecer. O mais provável no cenário de automação é que, a quantidade de oportunidades diminui, tornando difícil iniciar ou manter-se nesse mercado já que as vagas se tornam bem reduzidas.

As soft skills de uma profissão do futuro

Nem só de habilidades técnicas (hard skills) vive um profissional, as soft skills são as habilidades comportamentais e interpessoais, elas definem sua postura e capacidade de se relacionar com outras pessoas envolvidas no seu dia-a-dia.

No passado era relativamente comum um profissional muito bom tecnicamente manter seu emprego mesmo com problemas de personalidade. Atualmente, com os softwares e outras automações, muitas vezes obtém-se resultados melhores com uma equipe mais integrada. Entendam resultados melhores como maior qualidade, velocidade e retorno sobre investimento. Ou seja, soft skills não existem apenas para tornar a empresa mais “legal”, mas sim mais produtiva e lucrativa.

A vantagem de investir nas soft skills para aprimorar a sua carreira, e até mesmo investir em uma profissão do futuro, é que as habilidades aprendidas são aproveitadas em outras profissões. Ou seja, se você quer se preparar para uma profissão do futuro é fundamental desenvolver soft skills.

Segundo o World Economic Forum, as 15 skills mais importantes para 2025 serão:

1. Pensamento analítico e inovação

2. Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem

3. Resolução de problemas complexos

4. Pensamento crítico e análise

5. Criatividade, originalidade e iniciativa

6. Liderança e influência social

7. Uso, monitoramento e controle de tecnologia

8. Projeto e programação de tecnologia

9. Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade

10. Raciocínio, resolução de problemas e ideação

11. Inteligência emocional

12. Solução de problemas e experiência do usuário

13. Orientação a serviço

14. Avaliação e análise de sistemas

15. Persuasão e negociação

Já a Pearson no seu estudo Future Skills para 2030, lista como top 10 soft skills a seguinte lista para o mercado americano:

1. Estratégias de aprendizado

2. Psicologia

3. Ensino

4. Percepção social

5. Sociologia e antropologia

6. Educação e treinamento

7. Coordenação

8. Originalidade

9. Fluência de ideias

10. Aprendizado ativo

Lembre-se todas as soft skills podem ser aprendidas!

Em função do seu desenvolvimento pessoal, você pode ter algumas soft skills mais ou menos evoluídas, mas não desanime, você pode melhorar continuamente treinando e estudando essas habilidades.

Outro ponto importante: algumas profissões vão exigir maior desenvolvimento de algumas soft skills, aprender como essas habilidades se encaixam no seu dia-a-dia pode acelerar muito a sua carreira no curto prazo.

Quais são as profissões digitais?

Muitas vezes, as profissões do mercado digital são chamadas de profissões do futuro, justamente por trazer, além das hard skills que você vai precisar naquela profissão, um aprendizado paralelo das soft skills que podem ser usadas em outras profissões.

Alguns exemplos:

  • Programação te ajuda a desenvolver soft skills como “Projeto e programação de tecnologia” e “Avaliação e análise de sistemas”. 
  • Análise de Dados te ajuda a desenvolver soft skills como “Pensamento crítico e análise”.
  • UX te ajuda a desenvolver “Solução de problemas e experiência do usuário” e Orientação a serviço.

Atualmente algumas escolas já possuem disciplinas de Programação desde o ensino fundamental e Dados e UX desde o ensino médio. Justamente para trabalhar essas soft skills chave para o futuro.

As skills adjacentes

Algumas profissões quando somem, se transformam em outras profissões tão parecidas que nem parece que sumiram. 

Por exemplo, os datilógrafos se tornaram os digitadores, atualmente o reconhecimento de caracteres diminuiu a necessidade de digitadores em muitos lugares, mas pessoas que são capazes de digitar rapidamente podem ser úteis em qualquer atividade relacionada à escrita. Além disso, os digitadores costumam ser pessoas com atenção concentrada, outra habilidade interessante em muitas ocasiões.

No exemplo acima temos 2 habilidades compartilhadas entre 2 profissões que também podem ser usadas em outras como jornalista, copywriter, etc.

Para se preparar para as profissões do futuro é importante entender quais são as habilidades (skills) necessárias para cada profissão e área de atuação. E aos poucos ir incorporando skills no seu portfólio.

Por exemplo, se você quer ser um analista de dados, mas gosta muito do seu trabalho atual, avalie se aprender a organizar e interpretar dados pode permitir que você desenvolva suas tarefas atuais de uma forma mais eficiente, ou seja, você mantém o seu emprego ao mesmo tempo que se prepara para o futuro.

Desenvolver skills adjacentes é ir “turbinando” a sua carreira atual e ao mesmo tempo preparar-se para uma possível transição futura.

O Ikigai e a relação com a sua carreira

Ikigai é um conceito japonês que te ajuda a encontrar o seu propósito, a primeira vez que vi confesso que achei “quase impossível de se realizar”, atualmente na minha vida profissional eu considero que encontrei meu Ikigai

Por questões de sobrevivência, em geral começamos nossa carreira com uma profissão que preenche o círculo “aquilo que você é pago para fazer”. 

Depois  procuramos nos tornar bons naquilo que fazemos, para preencher o círculo “aquilo que você é bom“.

Daí pra frente começa a ficar mais complicado. Nem sempre identificamos o que amamos rapidamente, minha recomendação é ouvir muitas pessoas, ajudar seus amigos em seus afazeres profissionais, doar parte de seu tempo para uma ONG, entre outras possibilidades.

Mas o ponto que realmente importa para esse artigo é: “O que o mundo precisa“. Entender qual é o seu papel e como você vai ajudar o mundo, te ajuda a entender como “blindar” sua carreira e ficar preparado para o futuro.

Como me preparar para uma profissão do futuro?

Siga esses 4 passos:

  1. Verifique se o seu trabalho corre o risco de ser automatizado. Uma boa fonte é o site Will Robots Take My Job?.
  2. Desenvolva continuamente suas habilidades comportamentais e interpessoais, as soft skills.
  3. Desenvolva habilidades técnicas relacionadas à sua área de atuação, as skills adjacentes, para facilitar a migração para uma profissão do futuro, ou já comece sua carreira com um curso focado nas profissões em alta no mercado.
  4. Questione-se continuamente sobre a importância do seu trabalho para o mundo, e não deixe de se aprimorar para ser bom naquilo que faz.

Espero que você consiga encontrar seu Ikigai e estar preparado para o futuro, a gente se vê por lá!

Publicado originalmente no blog da Digital House.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s