A história dos algoritmos das redes sociais começou lá atrás. Em 2010, algumas empresas deletaram seus sites e focaram seus esforços de comunicação no Facebook. Naquela época, existia a promessa de que você poderia falar com todos os seus fãs no Facebook, aumentando assim o alcance da sua marca.

A promessa era impossível de ser cumprida por uma problema econômico: “Existe mais conteúdo sendo produzido nas redes sociais do que tempo disponível para as pessoas consumirem esses conteúdos“.

Sabia que o brasileiro gasta em média 225 minutos por dia nas redes sociais? Só no Instagram é comum seguir mais de 300 perfis, e esse tempo ainda é dividido por LinkedIn, YouTube, Facebook, Twitter e Pinterest entre outros. 

Como as plataformas de redes sociais resolvem esse problema? Com um algoritmo!

“Um algoritmo é uma sequência finita de ações executáveis que visam obter uma solução para um determinado tipo de problema.”

Em comunicação, o algoritmo se tornou sinônimo para a forma como as redes organizam seus conteúdos.

Como o algoritmo das redes sociais funcionam?

Para entender como vencer o algoritmo das redes sociais do lado de quem publica conteúdos é importante entender antes como ele funciona do lado de quem consome conteúdos.

Como o usuário não tem tempo para ler tudo o que foi publicado, o algoritmo começa a selecionar usando 4 critérios básicos:

1. Ele seleciona somente os conteúdos das pessoas, marcas e hashtags que ele segue.

2. Ordena pelos perfis que ele mais interage (comenta, curte, compartilha, etc.)

3. Dá destaque para os formatos que ele mais consome (um seguidor que interage mais com vídeos verá mais vídeos em sua timeline, um seguidor que interage mais com artigos verá mais artigos e assim por diante).

4. Prioriza conteúdos mais recentes ao invés dos mais antigos.

Com base nessas informações imagino que você já conseguiu desvendar muitos dos truques que divulgam por aí, certo?

Por exemplo, existe um truque para o stories do Instagram recomendando usar enquetes. Quando o seu seguidor responde uma enquete, isso conta como uma interação (critério 2 acima). Isso faz subir seu engajamento e acaba movendo o seu perfil mais perto do começo da fila de stories dos seus seguidores.

Vale destacar que não tem como afirmar com certeza de que maneira cada rede usa esses 4 critérios, esse é um segredo guardado a sete chaves.

Existem milhares de linhas de código para lidar com conteúdos proibidos, usuários bloqueados e outros problemas, mas vamos nos concentrar nesses 4 critérios que são mais universais.

O que fazer para vencer o algoritmo?

Antes de publicar seu próximo conteúdo não deixe de ler essas 5 dicas.

Usar hashtags populares

Muitas redes permitem que os usuários sigam hashtags, se você escolher as hashtags adequadas isso pode te apresentar para diversos seguidores novos.

Existe uma ferramenta muito boa para recomendar hashtags chamada Display Purposes, você coloca uma hashtag e ela sugere várias outras organizadas por popularidade.

Algumas dicas para usar hashtags:

Não abuse da quantidade, 3 a 6 é o suficiente

Existem estudos que mostram que acima de 6 hashtags seu engajamento cai, pode ser que as redes te marquem como spam ou que você pareça meio desesperado por atenção para o seu público.

Somente use hashtags que realmente tenham conexão com o seu conteúdo

Você pode ser marcado como spam, denunciado ou bloqueado pelos seguidores ou pelos algoritmos se eles acharem que seu conteúdo não é relacionado com a hashtags. Os algoritmos de inteligência artificial atualmente possuem uma compreensão geral de texto e imagens.

Combine hashtags mais populares com hashtags mais específicas

Se você não é uma celebridade digital é difícil ganhar destaque nas hashtags mais populares, já nas hashtags mais segmentadas você está disputando atenção com uma quantidade menor de pessoas.

Publicar com frequência

Como os algoritmos levam em consideração o tempo do post, se você tiver sempre conteúdos novos, têm mais chances de aparecer no topo da timeline dos seus seguidores.

Porém lembre-se de que o engajamento também conta! 

Se o seu conteúdo não receber muito engajamento isso pode penalizar o seu perfil como um todo. As redes em geral mostram o seu conteúdo para uma amostra de seguidores mais engajados com o seu perfil, se eles interagem bastante então eles ampliam o alcance para mais perfis. Se você recebe pouco engajamento, você é exibido para uma amostra cada vez menor de seguidores até se tornar irrelevante.

Então antes de publicar seu conteúdo se pergunte se ele vai gerar muito engajamento dos seus seguidores. Se você acha que eles simplesmente vão rolar a timeline para cima sem ao menos dar uma paradinha então é melhor não publicar.

Usar títulos e imagens que chamem a atenção

Se, enquanto o usuário estiver rolando a timeline, ele der uma “paradinha” para olhar para o seu post, isso já conta como engajamento para algumas redes. Seu celular sabe se você está olhando para a tela ou não, e as redes usam isso ao seu favor.

Aqui vale os mesmos cuidados da hashtag. Não use imagens e títulos que não tenham relação com o seu conteúdo, denúncias dos seguidores ou análises de inteligência artificial podem restringir o alcance do seu conteúdo e aos poucos do seu perfil como um todo.

Experimente diferentes formatos

Você tem seguidores que preferem vídeos, outros preferem fotos, outros artigos, ou stories, etc. Diversificar os formatos vai te ajudar a chegar a todos os seguidores. 

Quando você se concentra em um único formato você começa a perder o alcance dos seguidores que gostavam de outros formatos. 

A dica aqui é experimentar todos os formatos, ver aqueles que geram mais alcance e engajamento e usá-los com mais frequência, mas sem eliminar completamente os demais formatos.

Experimente diferentes horários

Se a maioria dos seus seguidores acessa seus conteúdos pela manhã, então é melhor deixar o conteúdo agendado para ser publicado de manhã do que publicar na noite anterior.

Como as redes privilegiam os conteúdos baseados no tempo, o conteúdo publicado pela manhã terá mais destaque do que os publicados na noite anterior.

Tome cuidado com as pesquisas que apontam os horários onde tem mais usuários ativos de maneira genérica. Publicar de acordo com o comportamento do seu consumidor faz mais sentido. Em que momento do dia seu seguidor quer ler sobre os seus conteúdos? Publicar no “horário nobre” das redes só faz sentido para marcas de consumo muito populares, como Disney e Netflix.

Interaja com os seus seguidores

Engajamento não é mais analisado apenas pela quantidade de likes, o “tipo de like” (reaction), também é levado em conta. Se alguém gosta de conteúdos felizes ???? ou emotivos ❤️, isso pode afetar os filtros dos algoritmos.

Mas a mudança mais significativa talvez é que os algoritmos agora também leem os comentários e dão destaque para conversas significativas. Ou seja, aquele comentário do tipo “Legal” ou “Vlw” já não causa mais tanto impacto assim.

Dicas atualizadas dos algoritmos das redes sociais por plataforma 

Agora que já entendemos os conceitos básicos que funcionam para todas as redes, vamos analisar alguns critérios específicos por plataforma.

Lembre-se de estar no máximo de plataformas possíveis, como os algoritmos mudam com frequência você pode ver seu alcance ou engajamento cair a qualquer momento. Ter outros canais para se apoiar enquanto você não decifra as mudanças do algoritmo daquela plataforma, é fundamental.

Instagram

Faça perguntas nos seus posts e concentre sua interação na primeira hora após a publicação.

O Instagram tem privilegiado os conteúdos bem recentes e com bastante engajamento, fazer uma pergunta estimula comentários. Curtir e responder esses comentários vai estimular ainda mais engajamento beneficiando seu post no algoritmo.

YouTube

Sempre gaste um minutinho para pedir para sua audiência clicar no like e fazer um comentário. Sei que você pode achar meio pedante, mas é a fórmula que tem funcionado muito bem para aumentar o engajamento e consequentemente o alcance do seu vídeo.

Lembre-se de que o YouTube é a segunda maior plataforma de busca depois do Google, então capriche no título, nas tags e na descrição, use todas as técnicas de SEO que você conhece para o conteúdo do seu site/blog.

Concentre-se em manter a audiência conectada nos primeiros minutos, se você perder a audiência ainda no começo do seu vídeo o alcance dele no YouTube estará seriamente comprometido. Pense que é uma palestra onde as pessoas não tem vergonha de sair da sala, já que ninguém está vendo…

Divulgue seu vídeo imediatamente em todas as suas outras redes assim que ele for publicado. O pico de audiência logo após a publicação é importante para dar destaque dentro da plataforma.

Facebook

No Facebook as publicações em grupos têm ganhado mais destaque. Para se beneficiar desse ajuste do algoritmo é preciso postar de uma conta pessoal, só faça isso se um dos porta-vozes da empresa puder realmente se engajar usando seu perfil verdadeiro.

Uma das mudanças dos algoritmos das redes sociais, no caso, do Facebook, é que gerou esse destaque nos grupos. Isso porque, hoje, o conteúdo de amigos e familiares têm prioridade em relação às marcas.

LinkedIn

Estimule todos os funcionários da empresa a publicarem e crie conteúdos que produzam conversas.

Alguns testes na plataforma têm apontado que perfis de empresas e grandes influenciadores têm perdido alcance enquanto usuários comuns que tem um bom perfil no Linkedin têm ganho mais destaque, principalmente se tiverem muitos comentários.

Twitter

Publique conteúdos visuais e use todos os 280 caracteres se possível, deixe seu post bem informativo. O twitter tem priorizado conteúdos com bastante retweets e conteúdos visuais e informativos costumam receber mais retweets.

Faça perguntas e interaja bastante, comentários também têm aumentado o alcance de posts, pois muitas vezes aparecem na timeline de quem segue a pessoa que comentou.

Pinterest

Publique imagens de alta qualidade e use descrições relevantes que ajudem os usuários nas buscas.

Imagens de qualidade aumentam a possibilidade do seu conteúdo ser compartilhado dentro da plataforma, além disso muita gente usa o Pinterest como busca para imagens e inspiração. Para atingir os algoritmos das redes sociais, em especial, do Pinterest, a descrição te ajuda a ser encontrado e a imagem clicada pode gerar tráfego para o seu site

TikTok

O TikTok é talvez a única rede que fala abertamente do seu algoritmo, então minha recomendação é você ir direto na fonte: How TikTok recommends videos #ForYou.

Espero que essas dicas te ajudem a entender melhor os algoritmos das redes sociais, e lembre-se sempre que o mais importante é criar conteúdo que faça diferença na vida dos seus seguidores.

* Publicado originalmente no blog da Digital House.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s