Apesar do mundo VUCA ter se tornado popular na área dos negócios recentemente, esse acrônimo foi criado nos anos 80 nas escolas militares.

Relembrando, VUCA significa, Volátil, Incerto (Uncertainly), Complexo e Ambíguo ou VICA em português. Resumindo é um mundo onde múltiplas forças complexas agem para transformar a sociedade de diferentes maneiras.

O termo BANI foi criado em 2018, antes do COVID, mas a pandemia que acelerou a transformação digital também fez com que esse novo acrônimo fizesse mais sentido. BANI significa Brittle, Anxious, Nonlinear, and Incomprehensible ou Frágil, Ansioso, Não linear e Incompreensível ou FANI em português.

Do mundo VUCA para o mundo BANI

A evidências que passamos de mundo VUCA para o BANI estão entre nós, então vamos desmembrar os pilares deste novo conceito e entender como ele chegou de uma forma tão rápida.

Frágil

Um vírus coloca o mundo inteiro em quarentena, uma falha em um sistema fecha uma loja, um passo em falso de um executivo derruba a empresa na bolsa, uma praga destrói uma plantação, uma falha em uma estação elétrica deixa um estado sem energia, uma tecnologia nova provoca a demissão de milhões de pessoas.

Ansioso

Se uma escolha pode destruir algo, como não ficar ansioso? 

Com tantas tragédias acontecendo, ler as notícias pode ser angustiante. Muitos de nós decidimos então nos isolar, ou não lendo notícias ou ficando em uma bolha onde criamos a falsa ilusão de que temos controle sobre as coisas.

Crise de ansiedade, depressão, burnout…

Não Linear

Várias ações estão em curso simultaneamente, é um mundo não linear, nós não temos controle. É difícil ver as conexões entre diferentes coisas ou sacar que outros projetos e processos acontecem paralelamente ao nosso redor.

Além disso, a causa e o efeito às vezes são tão distantes que demoramos meses ou anos para ver o resultado. Não adianta ficar ansioso.

O sistema implantado hoje só traz resultados daqui a alguns meses, a economia de dinheiro só te deixará milionário anos no futuro, o vírus que você foi exposto agora só te deixará doente daqui a alguns dias, o tratamento do esgoto só vai deixar o rio limpo em algumas décadas, assim como foram décadas de poluição para matar os peixes.

A ideia de uma linha do tempo contínua que podemos planejar, definir metas e esperar resultados claros, nunca foi tão utópica.

Incompreensível

Com tantas mudanças, com tantos acontecimentos, é fácil perder a conexão com a realidade, mas não são apenas as notícias que dificultam nossa compreensão do mundo.

avanço tecnológico foi tão profundo em diversas áreas que já não é mais possível entender como as coisas funcionam.

Como o microondas aquece sua comida? Como o celular captura a luz do seu prato de comida e transforma em foto? Como sua foto fica armazenada na nuvem? Como funciona o sistema de resfriamento dos data centers modernos? Como é gerada a energia que o alimenta?

Que programador nunca encontrou um sistema que deixa de funcionar quando você tira um pedaço de código, mesmo que ele pareça inútil. Você deixa ele lá para continuar funcionando, mas está lidando com o incompreensível até naquilo onde você deveria ser o especialista. 

Isso sem falar dos algoritmos de inteligência artificial, ou dos feixes de fótons na computação quântica ou ainda das edições de DNA através do CRISPR-CAS.

Mas como devemos lidar com tudo isso?

Ter a clareza de que o mundo VUCA passou para BANI já nos permite reagir de forma diferente ao que acontece.

Cada vez mais as soft skills se tornarão mais importantes e precisamos do apoio das próprias ferramentas tecnológicas incompreensíveis para coletar e organizar dados para nos dar maior compreensão. Programadores e Cientistas de Dados estão cada vez mais imprescindíveis para as organizações.

Em condições de igualdade não dá pra vencer uma espada com um cajado, as inovações tecnológicas requerem que usemos as mesmas inovações para lidar com a nova sociedade criada pelo avanço tecnológico.

Para lidar com a fragilidade, precisamos de capacitação e resiliência.

➜ Para lidar com a ansiedade, precisamos de empatia e cuidar da saúde mental

➜ Num mundo não linear, precisamos prestar atenção ao contexto e sermos adaptáveis

➜ Num mundo incompreensível, precisamos de transparência e intuição.

Publicado originalmente no blog da Digital House.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s